PARA OS COMPETIDORES

 


XXVIX PROVA DE ARRANCADA DE CAMINHÕES
BALNEÁRIO ARROIO DO SILVA – SC – 2019
DE 14 A 17 DE MARÇO 2019
REGULAMENTO DESPORTIVO E TÉCNICO
CATEGORIAS: *CAMINHÃO TOCO E TRUCK ATÉ 320 CV – *CAMINHÕES CAVALO MECÂNICO TOCO E TRUCK ATÉ 560 CV – *CAMINHÕES E CAVALO MECÂNICO ELETRÔNICO ATÉ 560 CV – *CAMINHÕES E CAVALOS MECÂNICOS FORÇA LIVRE -*CAMINHÃO E CAVALO MECÂNICO ESPECIAL (PROTÓTIPOS).
DEFINIÇÃO DA PROVA
Art. 1º - Regulamentos destinados a reger as provas Desportivas Automobilísticas denominadas “XXVIX ARRANCADA DE CAMINHÕES” - Balneário Arroio do Silva - SC - 2019 - composto das Categorias acima relacionadas.
Parágrafo Primeiro - Provas para Pilotos de Competição, portadores de C.N.H. e Cédula Desportiva expedida pela CBA, válidas para o corrente ano ou a prova em questão, quando a categoria a exigir.
Parágrafo Segundo - Somente poderão pilotar os caminhões, seus proprietários e/ou motoristas devidamente autorizados através da apresentação do formulário, fornecido pela organização, totalmente preenchido e assinado.
2
Parágrafo Terceiro - O número do caminhão e os adesivos dos patrocinadores são obrigatórios e deverão constar visivelmente nas duas portas e no vidro/grade dianteiro, sendo vetado a qualquer piloto competir com marcas expostas em seus caminhões que choquem com o segmento comercial dos patrocinadores oficiais.
Art. 2º - DAS INSCRIÇÕES
2.1 - As inscrições poderão ser feitas no estande de inscrições montado no Parque Municipal da Arrancada até Sábado – Dia 16/03/2019 até às l0:00 horas para a Categoria Caminhão Toco e Truck até 320 CV, até às l2:00 horas para Cavalo Mecânico Eletrônico até 560 CV, até às l5:00 horas para Cavalo Mecânico Toco e Truck até 560 CV, até às l7:00 horas para Caminhões e Cavalos Mecânicos Força Livre e Caminhões e Cavalos Mecânicos protótipo (especial) somente serão válidas as inscrições após o preenchimento de todos os critérios e pré-requisitos.
2.2 - Somente serão válidas as inscrições após o preenchimento de todos os critérios, pré-requisitos e assinaturas dos termos de responsabilidade e apresentação dos documentos de propriedades do caminhão e do motorista.
2.3 - Os valores das inscrições e premiações serão definidos após a aprovação legislativa de lei e será publicado adendo constando nesse regulamento:
2.3.1 - R$ 0,00 (zero reais) para as Categorias Caminhão Toco e Truck até 320 CV, Cavalo Mecânico Eletrônico até 560 CV e Especial (protótipo) .
2.3.2 - R$ 0,00 (zero reais) para as Categorias Cavalo Mecânico Toco Truck até 560 CV., Caminhões e Cavalos Mecânicos Força Livre.
2.3.3 - Através do pagamento ou aval da organização se efetivará o direito a uma Inscrição;
2.3.3.1 - Os organizadores e a FAUESC poderão recusar a inscrição de um concorrente/piloto, desde que justifique o motivo.
2.3.4 - O pagamento da Inscrição deverá ser efetuado no Caixa existente na Administração do Evento, onde será retirado o KIT contendo o adesivo de numeração, adesivos dos patrocinadores oficiais (obrigatórios) e outros materiais promocionais.
2.3.5 - O não pagamento da mesma refletirá no cancelamento automático e proibição da entrada do veículo no “parque fechado” da competição.
2.3.6 - Cada Inscrição receberá somente Credencial para 01 (um) Piloto e 03 (tres) Mecânicos.
2.3.7 - Todos os concorrentes comprometem-se a respeitar o presente Regulamento pelo simples ato de se inscreverem na “XXVIX Arrancada de Caminhões – Balneário Arroio do Silva” e/ou de participarem das provas em questão.
Art. 3º - DAS PROVAS
3.1 - Os Caminhões largarão de 2 (dois) em 2 (dois), e serão divididos proporcionalmente pelo número de inscrições em cada Categoria.
3.2 - Em todas as Largadas, de todas as Categorias, haverá sorteio das pistas.
3
3.3 – Possibilidade de realização de Treinos Livres somente no dia 15.03.19, a partir das 15:00 horas.
3.4 - As provas terão seu inicio no Sábado – Dia 16.03.19 às 09:00 horas.
3.5 - Os participantes deverão estar no local da prova para a chamada geral às 08:30 horas do dia 16.03.19 com seus respectivos veículos.
3.6 - Antes da realização das competições de cada categoria será efetuada uma reunião (briefing) com os pilotos participantes.
Art. 4º - CLASSIFICATÓRIO
4.1 - Para formação de cada série de baterias de largada haverá sorteio dos Competidores da referida categoria. Nas demais baterias, estes serão formados pela montagem das planilhas de largadas. Estas ficarão a critério da Comissão Organizadora e dependerá do numero de caminhões inscritos.
4.2 - O critério para 1º e 2º colocados das disputas de cada bateria será a classificação da ordem de chegada.
4.3 - Os pilotos, ao serem chamados pelo “Sistema de Som”, terão 05 (cinco) minutos para alinhar no grid de largada, caso contrário, perderão a bateria.
Art. 5º - DAS LARGADAS E CHEGADAS
5.1 - A Largada será feita por sinal luminoso, sendo que após os veículos estarem alinhados, o sinal vermelho será aceso e num intervalo de 4 a 7 segundos se apagará liberando os mesmos para a partida. A largada também poderá ser feita por fotocélula a laser ou bandeira sendo a escolha a critério da organização.
5.2 - Em caso de falta de energia elétrica ou qualquer outro problema técnico, a largada será feita com bandeira verde ou quadriculada.
5.3 - O piloto que “queimar a largada” por 2 (duas) vezes na mesma bateria será desclassificado da bateria.
5.4 - A confecção e montagem da planilha ficarão a cargo da organização do evento homologado e autorizado pela FAUESC.
5.5 - Nas chegadas, se houver empate visual, a definição ficará a critério do sistema de foto finish localizado na linha de chegada, que determinará o vencedor ou pela fotocélula a laser se for o caso.
Art. 6º - DOS RECURSOS E PROTESTOS
6.1 - Os Protestos Desportivos e/ou Técnicos, somente serão aceitos, por escrito no formulário do evento e/ou da Federação e mediante pagamento de 5 (cinco) “UP” para Protesto Desportivo e 10 (dez) “UP” para Protesto Técnico depositados para a FAUESC junto ao caixa da Secretaria e Administração do Evento dentro do prazo de 30 (trinta) minutos após o término da bateria;
4
6.1.1 - Valor da UP (Unidade Padrão) – R$ 240,00 – (duzentos e quarenta reais).
6.2 - O piloto Reclamante terá seu veículo examinado nos mesmos itens do Reclamado.
6.3 - Se for comprovada Irregularidade, o piloto e/ou caminhão serão desclassificados do evento e o Reclamante receberá a devolução de 100% do valor pago a titulo de reclamação. Caso contrário, não sendo comprovada nenhuma Irregularidade, o Protestante não será ressarcido dos valores recolhidos à FAUESC.
Art. 7º - DAS PREMIAÇÕES E CATEGORIAS
Obs. As premições assim como os valores das inscrições serão publicados atrvés de adendo a esse regulamento.
7.1 - Caminhões Toco ou Truck até 320 CV (Injeção Mecânica e Eletrônica)
7.1.1 – Premiação Total: - R$ 0.000,00 - (zero mil reais)
7.1.2 – 1º Lugar: R$ 0,00 - 2º Lugar: R$ 0,00 - 3º Lugar: R$ 0,00
7.2 - Cavalo Mecânico Eletrônico até 560 CV (Injeção Eletrônica)
7.2.1 – Premiação Total: - R$ 0.000,00 - (zero mil reais)
7.2.2 – 1º Lugar: R$ 0,00 - 2º Lugar: R$ 0,00 - 3º Lugar: R$ 0,00
7.3 - Caminhão e Cavalo Mecânico Toco e Truck até 560 CV (Injeção Mecânica e Eletrônica)
7.3.1 – Premiação Total: - R$ 0.000,00 - (zero mil reais)
7.3.2 – 1º Lugar: R$ 0,00 - 2º Lugar: R$ 0,00 - 3º Lugar: R$ 0,00
7.4 - Caminhão e Cavalo Mecânico Força Livre (Injeção Mecânica e Eletrônica)
7.4.1 – Premiação Total: - R$ 0.000,00 - (zero mil reais)
7.4.2 – 1º Lugar: R$ 0,00 - 2º Lugar: R$ 0,00 - 3º Lugar: R$ 0,00
7.5 - Caminhão Categoria Especial (Protótipos) Caminhões e Cavalos Mecânicos Com Injeção Eletrônica ou Mecânica.
7.5.1 – Premiação Total: - R$ 0.000,00 - (zero mil reais)
7.5.2 – 1º Lugar: R$ 0,00 - 2º Lugar: R$ 0,00 - 3º Lugar: R$ 0,00
Art. 8º - DA PISTA
8.1 - A pista terá o comprimento mínimo de 580 (quinhentos e oitenta) metros, sendo 250 (duzentos e cinquenta) metros para competição (área de aceleração), 230 (duzentos e trinta) metros para área de frenagem/escape e 100 (cem) metros de caixa de areia.
8.2 - As pistas/raias de competição terão a largura mínima de 7,5 m (sete metros e cinquenta centimetros) cada e estarão separadas entre si por “bamps” plásticos ou similares ou bandeiras com a mesma função que delimitarão as pistas/raias.
8.3 - As pistas/raias de retorno e serviço terão a largura mínima de 15 (quinze) metros.
8.4 - A distância mínima entre as pistas/raias de competição e o público será de 15 (quinze) metros.
5
Art. 9º - DA SEGURANÇA E NORMAS DESPORTIVAS
9.1 - Nas provas, somente o piloto, será permitido na cabine do caminhão.
9.2 - Os pilotos deverão, antes da largada, passar obrigatoriamente por teste de bafômetro ou outro instrumento de medição de álcool no sangue, estando sujeito à desclassificação se não estiver dentro do limite máximo exigido pela legislação de trânsito vigente.
9.3 - Na área de escape é expressamente proibida a aceleração dos veículos assim como execução de manobras radicais e perigosas. Ao passar pela linha de chegada, o piloto deverá manter seu veículo na pista em que largou até o final da mesma. Em caso de falta de freios o mesmo deve acionar o freio motor e efetuar o desligamento do caminhão com as marchas engatadas.
9.4 - Os pilotos deverão, obrigatoriamente, estar e permanecer com ambas as mãos no volante dentro da área de aceleração e desaceleração.
9.5 - Os pilotos deverão, obrigatoriamente, estarem usando todos os equipamentos e indumentárias de segurança (capacete homologado, calçado fechado, camisa de manga longa, calça ou macacão).
9.6 - Será obrigatório o uso de equipamentos de segurança no veículo, determinados pela legislação de trânsito vigente, exemplo: extintor de incêndio dentro da validade, etc. e/ou os exigidos pelas normas de segurança desportiva – Código Desportivo de Automobilismo – CDA.
9.7 - É expressamente proibido qualquer tipo de manobra radical que desobedeça ao regulamento de segurança, sendo esta nos boxes, nas pistas e áreas de escape. Nos retornos a velocidade máxima permitida será de 50 Km/h. Qualquer uma destas infrações dará direito à desclassificação do piloto na Prova.
9.8 - Somente será permitido o acesso à pista durante o início das provas, pessoas com as credenciais de piloto, mecânico, segurança, coordenação e imprensa.
9.9 - O piloto que infringir qualquer norma estabelecida pela Lei Nacional de Trânsito, fora do perímetro da prova estará sujeito à multa e até apreensão do veículo, e se comprovado por qualquer membro da coordenação do evento, o mesmo será desclassificado da Prova.
9.10 - O Piloto que tiver qualquer tipo de atitude antidesportiva, agressão física ou verbal, contra outro piloto, comissários e direção de prova da FAUESC, organização ou segurança privada ou pública do evento, faltas disciplinares ou desrespeito aos artigos deste Regulamento, cometidas pelo Piloto ou por qualquer um dos Membros da Equipe, Parentes, Convidados, etc. fará com que ao Piloto responsável seja passível de ser aplicada uma ou mais Penalidades abaixo descritas:
I) Advertência: a) Verbal - b) Escrita
II) Multa
III) Penalizações em Tempo
IV) Desclassificação
V) Exclusão da Prova: a) Temporária - b) Definitiva
9.11 - Em hipótese alguma o piloto terá direito a devolução de qualquer valor financeiro pago (inscrição, etc.).
Parágrafo Único - Os casos omissos a este Regulamento, Desportivo e/ou Técnico, dúvidas na sua interpretação, serão resolvidos em conjunto com os Comissários e os membros da Comissão Disciplinar da FAUESC.
6
Art. 10º - DO REGULAMENTO TÉCNICO
10.1 - CATEGORIA CAMINHÃO TOCO E TRUCK ATÉ 320 CV - (INJEÇÃO MECÂNICA
E ELETRÔNICA)
10.1.1 - Caminhões especiais de competição e apresentações e alterados de seu formato de fabricação não poderão participar desta categoria;
10.1.2 - Turbinamento livre independente do modelo e marca da turbina, no número máximo de 1 (uma) turbina, com bocas de entrada e saída de ar com bitolas liberadas.
10.1.3 - Os caminhões deverão estar equipados com carroceria e demais acessórios obrigatórios.
10.1.4 - Os caminhões Truck estarão livres de todo o Truck (permitido a retirada de todo o
Truck).
10.1.5 - Os caminhões somente poderão estar equipados com pneus rodoviários de caminhão com largura, tamanhos e marca livre (não serão permitidos pneus de trator ou máquinas ou com banda semelhante que impliquem maior destruição da pista). Medida da ranhura da banda no máximo de 3 centimetros de profundidade.
10.1.6 - Será obrigatório o uso dos adesivos dos patrocinadores e numeração entregues no Kit;
10.1.7 - Combustível livre.
10.1.8 - Supra alimentação: expressamente Proibido o uso de Óxido Nitroso (N2O) ou injeção de ar via compressor.
10.1.9 - Motor de linha de montagem da mesma marca do caminhão.
10.1.10 - Bomba injetora livre.
10.1.11 - Fica liberada a colocação de pesos fixos (ex: tanques, para-choques, bujões de ar etc. desde que estejam seguramente fixados por solda ou parafusos)
e ficam proibidos (ex: sacos de areia, areia, pedras, pneus extras amarrados por cintas, cordas ou cabos).
10.1.12 - Módulo eletrônico liberado sua alteração.
10.1.13 - Diferencial livre (bloqueado ou desbloqueado).
10.1.14 - Todos os caminhões inscritos estarão obrigados a verificação por técnico contratado pelo evento de todos os itens supracitados no Regulamento bem como todos os itens de segurança, antes, durante e após qualquer bateria.
10.1.15 - Expressamente proibido o rebaixamento do cabeçote e aumento do diâmetro da camisa do pistão, que diferencie do motor original de linha de montagem do modelo.
10.1.16 - Proibida a colocação de película (escura ou espelhada) no para-brisa frontal e nas janelas laterais.
7
10.1.17 - Os pilotos deverão, obrigatoriamente, estarem usando todos os equipamentos e indumentárias de segurança, (capacete homologado, calçado fechado, camisa de manga longa, calça ou macacão).
10.1.18 – Os canos de escapamento deverão estar virados para cima no mínimo em 50 cm da linha superior do chassi.
10.2 - CATEGORIA CAMINHÃO E CAVALO MECÂNICO ELETRÔNICO ATÉ 560 CV - (INJEÇÃO ELETRÔNICA)
10.2.1 - Caminhões especiais de competição e apresentações e alterados de seu formato de fabricação não poderão participar desta categoria;
10.2.2 - Turbinamento livre independente do modelo e marca da turbina, no número máximo de 1 (uma) turbina, com bocas de entrada e saída de ar com bitolas liberadas.
10.2.3 - Caminhões Truckados: O Truck (3º eixo) pode ser levantado ou poderá ser removidos o truck inteiro ou os pneus e as rodas do mesmo.
10.2.4 - Os caminhões somente poderão estar equipados com pneus rodoviários de caminhão com largura, tamanhos e marca livre (não serão permitidos pneus de trator ou máquinas ou com banda semelhante que impliquem maior destruição da pista). Medida da ranhura da banda no máximo de 3 centimetros de profundidade.
10.2.5 - Será obrigatório o uso dos adesivos dos patrocinadores e numeração entregues no Kit.
10.2.6 - Combustível: livre.
10.2.7 - Supra alimentação: Proibido o uso de Óxido Nitroso (N2O) ou injeção de ar frio via compressor.
10.2.8 - Motor original do modelo de linha de montagem ou da mesma marca do caminhão (numeração do documento do caminhão).
10.2.10 - Fica liberada a colocação de pesos fixos (ex. tanques, para-choques, bujões de ar etc. desde que estejam seguramente fixados por solda ou parafusos)
e ficam proibidos (ex. sacos de areia, areia, pedras, pneus extras amarrados por cintas, cordas ou cabos)
10.2.11 - Módulo eletrônico livre, podendo ser alterado ou modificado sua configuração original.
10.2.12 - Diferencial: livre (bloqueado ou desbloqueado).
10.2.13 - Todos os caminhões inscritos estarão obrigados a verificação por técnico contratado pelo evento de todos os itens supracitados no regulamento bem como todos os itens de segurança, antes, durante e após qualquer bateria.
10.2.14 - Expressamente proibido o rebaixamento do cabeçote e aumento do diâmetro da camisa do pistão, que diferencie do motor original de linha de montagem do modelo.
10.2.15 - A suspensão livre.
8
10.2.16 - Proibida a colocação de película (escura ou espelhada) no para-brisa frontal e nas janelas laterais.
10.2.16 - Os pilotos deverão, obrigatoriamente, estarem usando todos os equipamentos e indumentárias de segurança (capacete homologado, calçado fechado, camisa de manga longa, calça ou macacão).
10.2.17 – Os canos de escapamento deverão estar virados para cima no mínimo em 50 cm da linha superior do chassi.
10.3 - CATEGORIA CAMINHÃO E CAVALO MECÂNICO TOCO e TRUCK ATÉ 560
CV (INJEÇÃO MECÂNICA E ELETRÔNICA)
10.3.1 - Caminhões especiais de competição e apresentações e alterados de seu formato de fabricação não poderão participar desta categoria.
10.3.2 - Turbinamento livre independente do modelo e marca da turbina, no número máximo de 1 (uma) turbina, com bocas de entrada e saída de ar com bitolas liberadas.
10.3.3 - Os caminhões somente poderão estar equipados com pneus rodoviários de caminhão com largura, tamanhos e marca livre (não serão permitidos pneus de trator ou máquinas ou com banda semelhante que impliquem maior destruição da pista). Medida da ranhura da banda no máximo de 3 centimetros de profundidade.
10.3.4 - Será obrigatório o uso dos adesivos dos patrocinadores e numeração entregues no Kit.
10.3.5 - Combustível: livre.
10.3.6 - Supra alimentação: Proibido o uso de Óxido Nitroso (N2O) ou injeção de ar frio via compressor.
10.3.7 - Motor original do modelo de linha de montagem ou da mesma marca do caminhão (numeração do documento do caminhão).
10.3.8 - Bomba injetora livre.
10.3.9 - Fica liberada a colocação de pesos fixos (ex: tanques, para-choques, bujões de ar etc. desde que estejam seguramente fixados por solda ou parafusos)
e ficam proibidos (ex: sacos de areia, areia, pedras, pneus extras amarrados por cintas, cordas ou cabos). OBS: Os caminhões que constarem no documento a autorização para rodarem com tanques maiores poderão competir normalmente.
10.3.12 - Modulo eletrônico livre, podendo ser alterado ou modificado sua configuração original.
10.3.13 - Diferencial: livre (bloqueado ou desbloqueado).
10.3.14 - Todos os caminhões inscritos estarão obrigados a verificação por técnico contratado pelo evento de todos os itens supracitados no regulamento bem como todos os itens de segurança, antes, durante e após qualquer bateria.
9
10.3.15 - Expressamente proibido o rebaixamento do cabeçote e aumento do diâmetro da camisa do pistão, que diferencie do motor original de linha de montagem do modelo.
10.3.16 - Proibida a colocação de película (escura ou espelhada) no para-brisa frontal e nas janelas laterais.
10.3.17 - Os pilotos deverão, obrigatoriamente, estarem usando todos os equipamentos e indumentárias de segurança (capacete homologado, calçado fechado, camisa de manga longa, calça ou macacão).
10.3.19 – Os canos de escapamento deverão estar virados para cima no mínimo em 50 cm da linha superior do chassi.
10.4 - FORÇA LIVRE (CAMINHÕES E CAVALOS MECÂNICOS COM INJEÇÃO
ELETRÔNICA OU MECÂNICA)
10.4.1 - Caminhões especiais de competição e apresentações e alterados de seu formato de fabricação não poderão participar desta categoria.
10.4.2 - Turbinamento livre independente do modelo e marca da turbina, no número máximo de 1 (uma) turbina, com bocas de entrada e saída de ar com bitolas liberadas.
10.4.3 - Os caminhões deverão estar equipados com carroceria e demais acessórios obrigatórios.
10.4.4 - Caminhões e cavalos mecânicos Truckados: O Truck (3o eixo) pode ser removido inteiro ou levantado podendo ser removidos os pneus e rodas do mesmo.
10.4.5 - Os caminhões somente poderão estar equipados com pneus rodoviários de caminhão com largura, tamanhos e marca livre (não serão permitidos pneus de trator ou máquinas ou com banda semelhante que impliquem maior destruição da pista). Medida da ranhura da banda no máximo de 3 centimentos de profundidade.
10.4.6- Será obrigatório o uso dos adesivos dos patrocinadores e numeração entregues no Kit.
10.4.7 - Combustível: livre.
10.4.8 - Supra alimentação: Proibido o uso de Óxido Nitroso (N2O) ou injeção de ar frio via compressor.
10.4.9 - Motor original do modelo de linha de montagem ou da mesma marca do caminhão (numeração do documento do caminhão).
10.4.10- Bomba injetora livre.
10.4.11 - Fica liberada a colocação de pesos fixos (ex: tanques, para-choques, bujões de ar etc. desde que estejam seguramente fixados por solda ou parafusos)
e ficam proibidos (ex: sacos de areia, areia, pedras, pneus extras amarrados por cintas, cordas ou cabos). OBS: Os caminhões que constarem no documento a autorização para rodarem com tanques maiores poderão competir normalmente.
10.4.12 - Módulo eletrônico livre, podendo ser alterado ou modificado sua configuração original.
10
10.4.13 - Diferencial: livre (bloqueado ou desbloqueado).
10.4.14 - Todos os caminhões inscritos estarão obrigados a verificação por técnico contratado pelo evento de todos os itens supracitados no regulamento bem como todos os itens de segurança, antes, durante e após qualquer bateria.
10.4.15 - Expressamente proibido o rebaixamento do cabeçote e aumento do diâmetro da camisa do pistão, que diferencie do motor original de linha de montagem do modelo.
10.4.16 - Proibida a colocação de película (escura ou espelhada) no para-brisa frontal e nas janelas laterais.
10.4.17 - Os pilotos deverão, obrigatoriamente, estarem usando todos os equipamentos e indumentárias de segurança (capacete homologado, calçado fechado, camisa de manga longa, calça ou macacão).
10.4.20 – Os canos de escapamento deverão estar virados para cima no mínimo em 50 cm da linha superior do chassi.
10.5 - CATEGORIA ESPECIAL (PROTÓTIPO) - (CAMINHÕES E CAVALOS MECÂNICOS COM INJEÇÃO ELETRÔNICA OU MECÂNICA)
10.5.1 - Caminhões importados, especiais de competição e apresentações e alterados de seu formato de fabricação poderão participar desta categoria.
10.5.2 - Turbinamento livre independente do modelo e marca da turbina, no número máximo de 2 (duas) turbinas, com bocas de entrada e saída de ar com bitolas liberadas.
10.5.2.1 - Turbinamento livre independente do modelo e marca da turbina, com bocas de entrada e saída de ar com bitolas liberadas.
10.5.3 - Os Caminhões não estarão obrigados a estar equipados com carroceria e demais acessórios obrigatórios.
10.5.4 - Caminhões e Cavalos Mecânicos Truckados: O Truck (3º eixo) pode ser removido inteiro, levantado ou podem ser removidos os pneus e rodas do mesmo.
10.5.5 - Os caminhões somente poderão estar equipados com pneus rodoviários de caminhão com largura, tamanhos e marca livre (não serão permitidos pneus de trator ou máquinas ou com banda semelhante que impliquem maior destruição da pista). Medida da ranhura da banda no máximo de 3 centimetros de profundidade.
10.5.7 - Será obrigatório o uso dos adesivos dos patrocinadores e numeração entregues no Kit.
10.5.8 - Combustível: Livre.
10.5.9 - Supra alimentação: Proibido o uso de Óxido Nitroso (N2O) ou injeção de ar frio via compressor.
10.5.10 - Motor: Livre.
11
10.5.11 - Bomba Injetora: Livre.
10.5.12 - Peso livre, sendo obrigatoriamente fixados.
10.5.13 - Módulo eletrônico pode ser alterado ou modificado sua configuração original.
10.5.14 - Diferencial: Livre (bloqueado ou desbloqueado).
10.5.15 - Todos os caminhões estarão obrigados a verificação por técnico contratado pelo evento de todos os itens supracitados no regulamento bem como todos os itens de segurança, antes, durante e após qualquer bateria.
10.5.16 - Livre o rebaixamento do cabeçote e aumento do diâmetro da camisa do pistão, que diferencie do motor original de linha de montagem do modelo.
10.5.17 - Suspensão livre.
10.5.18 - Proibida a colocação de película (escura ou espelhada) no para-brisa frontal e nas janelas laterais.
10.5.19 - Obrigatório o uso de “Santo Antônio”; Banco e Cinto de Competição homologado assim como Indumentárias completas (capacete homologado, macacão, pescoceira, calçado fechado) de acordo com CDA - Código Desportivo de Automobilismo da CBA - Confederação Brasileira de Automobilismo.
10.5.20 – Os canos de escapamento deverão estar virados para cima no mínimo em 50 cm da linha superior do chassi.
Art. 11º - NORMAS DE SEGURANÇA – HABITÁCULO- ESPECÍFICA PARA CATEGORIA ESPECIAL (PROTÓTIPO)
11.1 - Habitáculo: É a Célula de Sobrevivência do Piloto. Deve ser projetado e construído de forma a proteger o Piloto em caso de acidente. Portanto, deve estar rigorosamente em boas condições e de acordo com este Regulamento. Os Veículos devem ser construídos e mantidos em condições rigorosas de Segurança. São Proibidas construções perigosas tais como as que apresentem arestas, cantos vivos, partes que possam desprender-se, deformar ou serem projetadas em direção ao Piloto em caso de colisão grave.
11.2 - No interior do Habitáculo é Permitida somente a instalação de Extintor de Incêndio, Garrafa de Líquido para Beber, Rádio e Bateria, firmemente fixados. É Proibida a presença de objetos soltos.
11.3 - Extintor de Incêndio Veículo: Os Veículos deverão estar equipados com Extintor de Incêndio de Produto Químico Não líquido, completos e dentro do prazo de validade, com capacidade mínima de 4 (quatro) kg. ou de 2 (dois) kg. de Gás Halon, rigidamente fixados à estrutura do Habitáculo e acionáveis pelo Piloto sentado em seu banco com o Cinto de Segurança Atado, e por uma alça externa e de fácil visualização do Manômetro de Carga pelo Comissário Técnico.
O Extintor de Incêndio deverá possuir 2 (dois) canos de cobre na saída, sendo um dirigido ao Motor e outro à cabine.
12
O acionamento externo deverá ser feito por meio de um sistema de cabos de comprovada eficiência, provido de uma Argola ou Puxador de Bitola de 50 (cinquenta) mm. do lado externo do Veículo.
Este sistema deverá ser sinalizado pela letra “E” em cor contrastante com a do Veículo e estar localizado próximo à base lateral direita do Para-Brisa dianteiro.
11.4 - Chave-Geral: É Obrigatória a instalação de 02 (duas) Chaves-Gerais do Sistema Elétrico e mecânico; sendo uma ao alcance do Piloto sentado em seu banco e com o Cinto de Segurança atado e a outra, do lado externo do Veículo. Este sistema deverá ser sinalizado por um Triângulo Azul com um Raio Vermelho. Além de todo o Sistema Elétrico, a Chave-Geral deve Cortar a Ignição do Motor.
11.5 - Arco de Segurança (Santo Antônio): É Obrigatória a instalação de Arco de Segurança, construído e instalado de maneira sólida e segura, e que Permita fácil acesso e saída do Piloto no interior do Veículo.
O Arco de Segurança deve seguir as normas do Art. 253 do Anexo J do CDI/FIA, e possuir um mínimo de 04 (quatro) pontos de apoio sobre o monobloco.
O material empregado deverá ser Tubo de Aço, de no mínimo 59,0 (cinquenta e nove) mm. de diâmetro e 4,0 (quatro) mm. de espessura de parede. Todas as Barras do Arco de Segurança deverão ter 1 (um) furo não passante, com diâmetro de 6,0 (seis) mm. de fácil localização para conferência da espessura mínima especificadas.
Nos pontos onde poderá haver contato com o corpo do piloto o “Santo Antônio” deverá ser revestido com espuma anti-chama.
11.06 - Cinto de Segurança: É Obrigatório o uso de Cinto de Segurança Homologado e Específico para Competição, de no mínimo 4 (quatro) pontos. O Cinto deve estar em boas condições e de acordo com o Art. 253 do Anexo J do CDI/FIA e possuir largura mínima de 75 (setenta e cinco) mm. A fixação poderá ser feita no Arco de Segurança (Santo Antônio) ou no Assoalho, por parafusos no mínimo M12 8.8 (12 mm. de diâmetro, qualidade 8.8 conforme norma ISO) e arruelas ou chapas de no mínimo 40 (quarenta) mm. de diâmetro por dentro e por fora do assoalho. É Proibida a fixação no Assento.
11.07 - Banco: Os Bancos Originais deverão ser Obrigatoriamente removidos e o Banco do Piloto deverá ser Substituído por um Modelo Especial e Específico para Competição, com Apoios Laterais, Encosto para Cabeça Integrado, furação específica e passagem dos Cintos de Segurança. O Banco deverá ser solidamente fixado à estrutura do Veículo, sendo Permitido manter o funcionamento do trilho para regulagem de distância. É obrigatório o uso de Banco de Competição Homologado e dentro das especificações de fixação segundo o Art. 253 do Anexo J do CDI/FIA.
11.08 - Travas de Segurança: 2 (duas) Travas de Segurança devem ser adicionadas ao capô do motor.
11.09 - Ganchos de Reboque: É Obrigatória 1 (uma) Alça de Reboque, na parte Dianteira do Carro.
11.10 - Os itens acima mencionados no “Art. 4”, caso sejam Protestados e/ou Constatados pelos Comissários Técnicos e/ou Desportivos, após o competidor retornar da pista, o mesmo Não será Desclassificado da Prova, porém será Multado em 01 (uma) UP (Unidade Penalizadora) por Item fora das especificações.
13
Art. 12º - CARROCERIA
12.1 - Aparência Externa: Os Veículos participantes devem apresentar-se com boa aparência externa condizente com o evento. As pinturas, números e adesivos dos patrocinadores devem ser executados de maneira estética e profissional. É Obrigatório o uso de adesivos da CBA - Confederação Brasileira de Automobilismo, da FAUESC - Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina e dos Patrocinadores Oficiais do evento.
12.2 - Espelhos Retrovisores: É Obrigatória a utilização de Espelhos Retrovisores, interno e externos do lado direito e esquerdo, de Livre Marca e Procedência.
12.3 - Alças de Reboque: É Obrigatória 2 (duas) Alças de Reboque Flexíveis, com espessura entre 3 (três) e 5 (cinco) mm. montadas, uma na parte Dianteira e outra na parte Traseira do carro, Não podendo ultrapassar o perímetro do Veículo em mais de 5 (cinco) cm. Deverão ser facilmente visíveis e pintadas de Amarelo, Laranja ou Vermelho, ou ainda o original do veículo desde que esteja em local visível e de fácil acesso.
12.4 - Travas de Segurança do Capô: São Obrigatórias pelo menos 02 (duas) Travas de Segurança, acionáveis do Exterior do Veículo para o Capô do Motor e Porta-Malas. As Travas Originais poderão ser mantidas, desde que acionáveis por fora do Veículo e próximas ao Capô.
12.5 - Limpador de Para-Brisa: É Obrigatório o Sistema Original e Completo, sendo que pelo menos a Palheta correspondente ao lado do Piloto deverá funcionar.
12.6 - Teto Solar: Nos Modelos de Carrocerias com Teto-Solar, o mesmo deverá ser fechado com Chapa de Aço ou Alumínio soldada.
12.7 - Os itens acima citados dos Art. 11 e 12, caso sejam Protestados e/ou Constatados pelos Comissários Técnicos e/ou Desportivos, após o competidor retornar da pista, o mesmo Não será Desclassificado da Prova, porém será Multado em 01 (uma) UP (Unidade Penalizadora) por item fora das especificações.
Art. 11º - Os casos omissos a este Regulamento, Técnico e/ou Desportivo dúvidas na sua interpretação, serão resolvidos em conjunto com os Comissários e os membros da Comissão Disciplinar da FAUESC.
Florianópolis/SC – 07 de março de 2019.

 

 

DOWNLOAD PARA IMPRESSÃO

    

Projeto

Regulamento

JOÃO ALBERTO DE NOVAES
Presidente da Fauesc

logo 1.png

Website desenvolvido por: Aspekto Comunicação

Realização:

Organização:

Patrocínio:

Agência oficial